Escola do PCdoB
Notícias

Formação militante é imprescindível para o PCdoB e os desafios de 2022

Priscila Lobregatte Publicado em 01.07.2021

O diretor da Escola Nacional João Amazonas e membro da Comissão Nacional de Formação, Altair Freitas, fala sobre os planos na área da formação para o próximo período e sua importância na tua conjuntura.

Diretor da Escola de Formação do PCdoB, Altair Freitas

Em pleno processo preparatório do seu 15º Congresso — cuja plenária final nacional acontece entre os dias 15 e 17 de outubro, de forma virtual — o PCdoB vem intensificando uma série de ações visando a mobilização e também o aprofundamento da formação dos filiados e militantes do partido. Tais ações também têm o papel estratégico de preparar os comunistas para os atuais desafios de enfrentamento do bolsonarismo, bem como aqueles referentes às mudanças no país e no mundo do trabalho ocorridas nos últimos anos.

Para falar um pouco sobre os planos na área da formação para o próximo período e sua importância na tua conjuntura, o Portal do PCdoB conversou com Altair Freitas, diretor da Escola Nacional João Amazonas e membro da Comissão Nacional de Formação. “No momento em que é necessário intensificar a luta para derrotar Bolsonaro e buscar reacumular forças, pensando no desafio eleitoral de 2022, aprofundar o trabalho de formação e propaganda do PCdoB é estratégico”, destacou Altair.

Confira abaixo a íntegra da entrevista:

Formação durante a pandemia

“A pandemia trouxe problemas terríveis para a vida das pessoas, como podemos ver pelo absurdo número de infectados(as) no país e as mais de 500 mil mortes, como resultado da política criminosa e desastrosa do governo de extrema direita comandado por Jair Bolsonaro. Trouxe também novas maneiras de desenvolver diversas atividades, do trabalho ao lazer, com o grande aprofundamento das atividades virtuais através da internet. Logo após o início da pandemia em 2020, conseguimos iniciar um processo de reorientação das atividades de formação do PCdoB, buscando utilizar ao máximo os novos instrumentos de comunicação à distância. Além de reuniões de trabalho com comitês estaduais e suas respectivas comissões de formação, implementamos um amplo trabalho de cursos e demais atividades com caráter formador utilizando as plataformas disponíveis”.

Intensificação do trabalho de formação

“Nesse processo, considerando os diversos cursos da Escola Nacional, realizados pelos comitês estaduais e pela própria Escola, nestes 15 meses desde o início da pandemia, tivemos uma grande intensificação do trabalho de formação de militantes e quadros. Desenvolvemos também a nova plataforma de ensino à distância da Escola, que tem os web cursos anteriormente implementados e um conjunto grande de outras atividades desenvolvidas pela Escola e diversos comitês estaduais, além de novos recursos que potencializam o estudo individual. Em parceria com a Secretaria Nacional de Administração e Finanças, realizamos agora no mês de junho, o Curso de Gestão, Administração e Finanças, de grande importância para qualificar quadros dirigentes dos comitês estaduais e municipais nesse aspecto de grande relevância para a luta política atual, especialmente no que diz respeito à gestão dos recursos públicos oriundos dos fundos partidário e eleitoral”.

Debate congressual

“A frente de formação e propaganda tem uma larga tradição em participar dos congressos do PCdoB, implementando debates, seminários, reuniões, voltados para a disseminação dos documentos congressuais e das principais ideias que o Comitê Central do PCdoB apresenta para os nossos debates, sempre em articulação com as demais secretarias do partido. Através da Fundação Maurício Grabois, está em desenvolvimento um prolongado seminário, coordenado pela Cátedra Cláudio Campos, voltado para aprofundar a nossa compreensão sobre o nacional-desenvolvimentismo e a premente necessidade de renovarmos nossa visão sobre a situação econômica e social do Brasil do nosso tempo. Esse debate é parte indissociável do Projeto de Resolução apresentado pelo Comitê Central e contribuirá intensamente para o processo de atualização do nosso Programa Socialista, após o congresso”.

Mudanças no mundo do trabalho

“Realizamos, no último dia 26 de junho, um grande encontro nacional da Escola, que tirou como uma das suas orientações exatamente a participação ativa da frente de formação nos debates congressuais, bem como teremos no início de agosto o Seminário dos Estudos Avançados, para aprofundar nosso conhecimento sobre as profundas mudanças no mundo do trabalho, no último período, que intensificou a informalidade, a dispersão e mesmo a extinção de antigas categorias profissionais, a “uberização”, e a chamada “Revolução 4.0”. Esse temário também está apresentado em algum grau no Projeto de Resolução apresentada pelo Comitê Central, e daremos nossa contribuição para essa análise ser mais profunda”.

Ações locais de formação

“Nos últimos meses, pensando exatamente nos desafios do PCdoB no tocante ao enfrentamento ao governo da extrema direita, na implementação do 15º Congresso, intensificamos a orientação para que os comitês estaduais impulsionem ainda mais a realização dos cursos da escola como o Curso do Programa Socialista (CPS), Curso de Iniciação ao Marxismo-Leninismo (CIM) e o Curso Conceitos Básicos do Marxismo-Leninismo (Nível II). Retomamos também o funcionamento das seções regionais da Escola, reunindo as secretarias estaduais de formação e propaganda conforme a divisão regional do Brasil para potencializar o trabalho conjunto de formação”.

Desafio permanente da formação

“Intensificar a formação teórica e política da militância é um desafio permanente para um partido comunista. No período em que estamos vivendo, no qual as forças progressistas foram muito afetadas pelas alterações políticas vividas no Brasil desde 2013, o trabalho de formação jogou papel fundamental para que o PCdoB mantenha uma sólida coluna de quadros dirigentes com muita consciência sobre os problemas do Brasil, da conjuntura e do próprio partido”.

Trabalho estratégico para reacumular forças

“Com os desafios presentes colocados para as forças progressistas, e para o PCdoB em especial, intensificar o trabalho de formação militante é imprescindível para que o partido continue a jogar o grande papel político que sempre jogou nos momentos mais críticos da história brasileira desde 1922. No momento em que é necessário intensificar a luta para derrotar Bolsonaro e buscar reacumular forças, pensando no desafio eleitoral de 2022, aprofundar o trabalho de formação e propaganda do PCdoB é estratégico”.

Clique aqui para acessar a plataforma de EAD da Escola Nacional João Amazonas

Acesse o projeto de Resolução Política do 15º Congresso

Do portal do PCdoB