Escola do PCdoB
Notícias

PCdoB: Curso de Nível II discute quadro político nacional

Carolina Campos Publicado em 08.03.2016

Foi finalizado no último domingo (06/03), mais um curso do Curso Nacional de Nível II do PCdoB. Promovido pela Secretaria Nacional de Formação e Propaganda, através da Escola Regional de Formação Nordeste II, o encontro reuniu, desde a última quarta-feira (02/03), 40 militantes dos estados do Ceará, Maranhão, Piauí e da Paraíba.

O clima foi de descontração, mas também de preocupação com o quadro político nacional e muita disposição para enfrentar a batalha da luta política, tema que permeou quase todas as discussões. Segundo Carlos Augusto Patinhas, coordenador do Departamento Nacional de Quadros do PCdoB, que ministrou a aula final sobre questões de Partido, “vivemos um momento muito difícil, de acirramento da luta de classes, de tentativa da direita de romper com a democracia, de golpear a democracia, mas os comunistas estarão na linha de frente em defesa da nação, em defesa dos trabalhadores e do povo brasileiro”.

Patinhas acendeu o entusiasmo da militância presente ao curso, que sai empolgada para enfrentar o avanço das forças reacionárias e com disposição redobrada para barrar o golpe do consórcio jurídico-midiático em conluio com a oposição conservadora.

Ao longo dos cinco dias de curso, sete professores dividiram as aulas dos cinco núcleos de estudo e pesquisa da Escola. Além da aula inaugural, que contou com a participação de Inácio Arruda, membro do Comitê Central do PCdoB e atual Secretário de Ciência e Tecnologia e Ensino Superior do Ceará, houve ainda uma mesa sobre a questão emancipacionista, com um rico debate, com a participação de Nagyla Drumond (professora universitária e do Comitê Central do PCdoB); Zelma Madeira (professora da Universidade Estadual do Ceará e Coordenadora de Políticas de Igualdade Racial do Ceará); Augusta Brito (deputada estadual pelo PCdoB-CE); Tatiana Pereira (Secretária de Juventude do Maranhão); Susan Lucena (Secretária Adjunta da Mulher do Maranhão); Auxiliadora Vasconcelos (professora da Escola Estadual do PCdoB e integrante da Coordenadoria de Políticas da Mulher do Ceará) e Camila Silveira (Coordenadora de Políticas da Mulher do Ceará).

Participaram do curso a deputada Augusta Brito, do Ceará; os vereadores Professor Lisboa, de São Luís e Aurélio, de Frecheirinha, no Ceará; secretárias de Estado, servidores públicos, professores, estudantes, operários, comerciários, trabalhadores do Asseio e Conservação e profissionais liberais. “A composição da turma mostra a diversidade do Partido e a sua presença na sociedade”, avalia Joan Oliveira, secretário estadual de Formação e Propaganda do PCdoB-CE.

Destaques

Quanto à identidade de gênero, 24 participantes eram homens e 16 mulheres. O percentual de 40% de mulheres foi o maior já alcançado nas turmas de Nível II realizadas no Ceará.

Participou do curso também uma significativa bancada LGBT.

47,5% dos participantes tinham menos de 30 anos e apenas 5% com mais de 50 anos, o que representa uma turma extremamente jovem.

“Essa turma também é jovem no tempo de partido, demonstrando a vitalidade e a renovação do PCdoB”, destaca Joan. 42,5% tem menos de 3 anos de PCdoB e apenas 10% tem mais de 10 anos de militância.

4 têm o Ensino Médio, 21 têm Superior Incompleto e 13 têm Superior Completo.

17 participantes, correspondendo a 42,5% do total, são militantes da União da Juventude Socialista, entusiasmados com a luta política e também com a tarefa de formação que está sendo colocada.

42,5% são dirigentes de Comitês Estaduais ou Municipais.

Os estados fizeram um esforço de formação no último ano. 80% dos participantes fizeram recentemente o Curso de Nível I.

“Sentimos um clima geral de animação dos participantes. Uma turma preocupada com o recrudescimento da luta política, mas consciente da importância do estudo e do desenvolvimento da teoria”, avalia Joan.

Merece destaque ainda a participação e o entusiasmo da delegação do Maranhão, que representou metade dos inscritos, com 20 camaradas. Jovens dirigentes da UJS, parlamentares, secretárias de estado, membros da UNEGRO, da UNA-LGBT, refletem o momento de crescimento da influência política dos comunistas no Maranhão.

Depoimentos

“O curso foi um momento de renovação e ânimo para a militância, especialmente no momento político em que vivemos, quando a juventude precisa ser ainda mais assertiva e revolucionária nas suas práticas” - Germana Amaral (Diretora da UNE, da UJS e do Comitê Estadual do Ceará).

“O Curso, tanto o Nível 1 quanto o Nível 2, ampliam a ótica social e política dos militantes, permitindo a qualificação do debate e uma consciência de perene construção da sociedade almejada pela grande maioria do povo brasileiro” - Professor Lisboa (Vereador em São Luís).

“Em um partido de massas dirigido por quadros, precisamos garantir a formação qualificada e consciente dos nossos militantes. A participação massiva de comunistas do Maranhão reflete o compromisso com a formação de militantes, que implementarão, de forma contínua, os cursos da nossa Escola de Formação” - Susan Lucena (Secretária Adjunta da Mulher do Maranhão).

“O curso de formação representou um momento fundamental para atualização das estratégias e táticas, considerando o resgate histórico do papel do partido nas lutas sociais no Brasil, na construção de um projeto de nação, que compreende a consolidação de um partido forte e combativo” - Tatiana Pereira (Secretária da Juventude do Maranhão).

“O curso de formação do Partido orienta de forma sistemática e objetiva a importância de lutarmos e defendermos o nosso País e fortalecer a nossa nação de forma soberana para todos os trabalhadores, juventude, mulheres sem distinção” - Marco Gomes (Jornalista e Professor, membro do Comitê Sindical do Piauí).

“É um aprendizado muito bom, pois assimilamos não apenas a teoria marxista-leninista, mas isso nos permite intervir na realidade do nosso estado, compreendendo melhor o processo político em que vivemos hoje no Maranhão. Saímos daqui como multiplicadores da luta pelo socialismo” - Antônio Soares Moreira (Presidente da UNEGRO do Maranhão).

“É uma grande experiência, especialmente para os trabalhadores, que enfrentam difíceis momentos contra a burguesia. Isso fortalece a nossa participação na categoria e no próprio partido, no nosso local de militância” - Lucilene dos Santos (Membro do Sindicato do Asseio e Conservação do Ceará).

“O curso é uma grande vitória da nossa política de formação. Ainda precisamos de ajustes, de maior organização em alguns estados, mas temos uma militância entusiasmada, que sai daqui com o compromisso de reforçar a luta ideológica e a luta política” - Maria Pereira (Coordenadora da Seção Estadual da Escola de Formação no Ceará).

“O curso, fruto do esforço coletivo dos quatro estados participantes, representa um acerto da nossa política nacional de formação. Procura dar respostas às necessidades da nossa organização, mas revela também a necessidade de mais trabalho coletivo, de mais compreensão por parte das direções estaduais, com maior coordenação e articulação interna nos estados e entre os estados que compõem a Escola Regional Nordeste II” - Joan Oliveira (Secretário Estadual de Formação e Propaganda do Ceará).